top of page
Buscar
  • Foto do escritorRoberta Chapper

O que todo mundo precisa saber sobre o cálcio: um dos minerais mais importantes para nossa saúde!

O cálcio é um dos minerais essenciais para garantir nossa saúde e qualidade de vida! É responsável por manter a estrutura dos nossos ossos forte e resistente, por melhorar a força e atividade muscular, por auxiliar no processo de coagulação sanguínea. Com o aumento da expectativa de vida da população, está mais frequente o diagnóstico de osteoporose, que nada mais é do que a perda significativa de massa óssea (descalcificação). Diversos fatores podem fazer com que sejamos mais propícios a desenvolver essa doença. Alguns deles são genéticos, mas outros são causados pelo alto consumo de álcool, o sedentarismo, o baixo peso e o tabagismo. É ainda mais frequente em mulheres, por conta da menopausa, que gera a queda acentuada do estrogênio - hormônio importante na fixação do cálcio nos ossos, deixando o esqueleto mais suscetível a fraturas, por estar mais enfraquecido.


Neste texto tu vais saber como funciona o metabolismo ósseo, maneiras de evitar essa doença e o avanço dela no teu corpo com atividades comuns que podem ser facilmente incluídas na sua rotina. Então, vamos conhecer um pouco mais da “fábrica” que é o nosso corpo?






O metabolismo ósseo é definido como o equilíbrio entre o quanto é retirado de cálcio dos nossos ossos, da quantidade de cálcio disponível na nossa corrente sanguínea e quanto de cálcio pode ser eliminado do nosso corpo. O desafio é manter esse equilíbrio! Lembra que, no primeiro parágrafo, eu comentei que o cálcio fortalece a nossa musculatura? É graças a ele que nosso coração, por exemplo, se mantém batendo. O coração é um músculo e ele “bate” graças a diástole e sístole, ou seja, relaxamento e contração da musculatura do nosso coração. Mas isso é assunto para outro texto. Conta nos comentários se te interessa!


A glândula tireoide é uma das responsáveis por regular o cálcio no nosso organismo. Ela fica no pescoço e parece uma gravata borboleta. Com ela, trabalham as paratireoides, quatro glândulas que ficam atrás da tireoide, cuja função é controlar os níveis de cálcio no sangue por meio da produção do hormônio paratireoideano ou paratormônio (PTH), para facilitar a compreensão vamos pensar que esse hormônio, PHT, é uma pá. Até aí, tudo certo?


Quando esse hormônio, digo, essa pá, identifica no nosso corpo que há pouca circulação de cálcio, ele “cava” nosso osso, estimulando a saída de cálcio, e lança na circulação sanguínea. Se fizermos a ingestão de cálcio em excesso, nossa “pá” manda esse cálcio para os rins que têm a função de filtrar e eliminar do corpo tudo que está sobressalente na nossa circulação. O problema é que quando passamos de uma determinada quantidade, nem os rins conseguem dar conta. E o que acontece? Já ouviram falar de cálculo renal? A famosa pedra nos rins é esse excesso de cristais de cálcio que não conseguiram ser eliminados.


Outra parte do corpo fundamental para o metabolismo ósseo é o intestino delgado. Ele é o principal lugar de absorção de cálcio no organismo. Então pessoas com doenças inflamatórias e/ou que passaram por alguma cirurgia e retiraram um pedaço do intestino terão mais dificuldade de absorção de cálcio, ou seja, menos cálcio circulando no corpo.



Fonte: acervo pessoal.


Lembra que eu falei que tudo é questão de manter um equilíbrio?! Para o bom funcionamento do organismo, é fundamental mantermos uma quantidade ideal de cálcio para não sobrecarregar nenhum órgão da nossa "fábrica".


A vitamina D também é muito importante nesse processo. Absorvida pelo corpo através dos raios UV do sol, é como o cimento que ajuda a grudar o cálcio no osso. Uma das pequenas práticas diárias que te ajudam a prevenir e evitar a progressão da osteoporose é a exposição ao sol por 15 minutos sem protetor solar. A ingestão de alimentos ricos em cálcio é também recomendada para manter a dose diária desse mineral super importante para o nosso corpo. O gergelim, as folhas verde-escuro, a sardinha, os derivados de leite e o brócolis são alguns dos muitos alimentos que proporcionam uma quantidade significativa de cálcio.



Outra coisa que é imprescindível para manter nosso corpo forte e saudável é a prática regular de exercícios físicos com carga. Mas vamos pensar juntos? A osteoporose nada mais é do que o desgaste da estrutura óssea, ou seja, nossos ossos estão fracos. O ideal é colocar, na nossa rotina, exercícios que não vão desgastar ainda mais nossos ossos.


O GYROTONIC® é a melhor opção, pois ao mesmo tempo que fortalece a musculatura, não maltrata as articulações. A pulley tower, um dos equipamentos do método, oferece suporte e resistência suaves e uniformes por meio de um sistema exclusivo de roldanas. Sua projeção suporta a amplitude de movimento total e natural das articulações, permitindo um movimento funcional tridimensional e fluido, eliminando assim partidas e paradas bruscas onde ocorre a maioria das lesões. E o melhor: não há contraindicação para a prática do método, é um método para todos!


Foto: Carol Scheffel.


Agora que tu já conheces e sabes mais sobre o funcionamento do teu corpo, não tem mais desculpas para não cuidar dele! Para mais informações sobre as aulas, entre em contato conosco, vai ser um prazer te ter fazendo parte do Arko Emotion Studio!



Beijos espiralados,

Beta Chapper.



Referências:

SILVERTHORN, Dee Unglaub. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. Artmed editora, 2010. (p.728).

MAURER, Martin H. Fisiologia humana ilustrada. 2014. (p.116).


58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page